quarta-feira, 5 de maio de 2010

Associação das Familias de Presos Fazem Assenbleia

No ultimo fim de semana, sabado dia 01 e domingo dia 02, foi realizada uma assembléia geral da Associação de Direitos Humanos dos Familiares Amigos e Reeducando do Estado do Acre. em frente a penitenciaria Dr. Francisco de Oliveira Conde. Durante o evento o presidente da associação, Jocivan Santos colocou alguns pontos da pauta de reivindicação da instituição, dentre elas o tratamento dispensado pelos agentes penitenciários aos familiares que fazem visitas a penal. Um outro ponto ainda questionado pela associação e ainda as constantes denuncias de maus tratos a presidiários dentro da penal. Outro ponto polemico também discutido durante a assembléia foi acerca das declarações feitas por Adriano Marques presidente do sindicato dos agentes penitenciários do acre, onde o mesmo em retaliação a morte de um agente penitenciário declarou querer o fim da entrada de comida e a redução da entrada de pessoas na penitenciaria nos dias de visita.

O presidente da associação si posicionou contrario a essa medida e disse que o IAPEN não ira atender as exigências feitas pelo presidente do SINDAP Adriano Marques. Durante a assembléia alguns familiares fizeram o uso da palavra e denunciaram que ainda a tortura feita a presidiários, mau cheiro, super lotação das celas, e presos convivendo com fezes humanas dentro da cela, e pessoas sendo contaminadas por doenças graves como tuberculose e outros tipos de doenças dentro do presídio. Os familiares denunciaram também a falta de médicos e enfermeiros e outros serviços de saúde de primeira mão para atendimento de urgência dentro da unidade prisional. Muitas declarações foram feitas por mães e parentes em estado emocional de revoltadas com o descaso feito a elas por parte do próprio sistema penitenciário.

Um momento que deixou varias pessoas indignadas foi uma senhora de 60 anos de idade ter pedido a fala para dizer que os idosos também são humilhados sendo obrigados a si abaixar mais de oito vezes diante da agente penitenciaria. No momento outras mulheres também denunciaram que as agentes penitenciarias femininas estão encostando o detector nas partes intimas das visitantes o que e permitido por lei apenas aproximar para não causar constrangimento ao visitante. O Presidente da Associação declarou se contrario a qualquer tipo de atitude por parte dos agentes penitenciários, ou do próprio sistema que vá de encontro com a dignidade a cidadania e os direitos legais garantidos aos familiares de presos em visita a penal.

O mesmo garantiu que todas as reivindicações feitas serão levadas a comissão de Direitos Humanos da Assembléia legislativa na próxima quarta feira. No momento do ato realizado pela Associação em frente à penal para todos os familiares e visitantes via-se alguns agentes penitenciários tirando fotos e filmando o evento, e também foi notado pessoas em carros não identificado ou descaracterizado tirando fotos inclusive do próprio presidente da associação, que ao termino do evento saiu sendo seguido por um Carro Gol Branco de Placa MZU- 4781 Em direção ao centro que depois segundo o presidente da associação tomou rumo ignorado em imediações próximo a biblioteca publica estadual no centro da cidade.

Jocivan Santos teme sofre algum tipo de represália já que o mesmo tem uma posição contraria a ação truculenta de alguns agentes penitenciários, e também por fazer criticas ao modelo de gestão que esta hoje a frente do instituto de administração penitenciaria do acre, que até hoje não conseguiu fazer com que todos os agentes penitenciários fossem identificados pelo nome na blusa, essa e apenas uma das reivindicações antigas da associação, ate hoje não cumprida pelo diretor presidente do IAPEN Leonardo carvalho.

Nenhum comentário: