quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Caso do Padeiro espancado por candidato do PCdoB se arrasta na Delegacia diz o portal de noticia ac24horas

Sem a mesma velocidade com que foi resolvido o assalto à produtora da Estação Experimental, o caso de espancamento sofrido pelo padeiro Leandro da Silva, liderado, segundo testemunhas, pelo candidato do PCdoB, Toinho Bezerra, se arrasta na 1ª Regional de Policia Civil.
Mesmo com todas as evidências apontadas pelas testemunhas, o candidato Toinho Bezerra e os demais envolvidos na tentativa de homicídio, continuam em liberdade. Hoje (23), Leandro será submetido a uma cirurgia no maxilar quebrado pelos agressores que bateram de pau até o padeiro perder a consciência.
- Os responsáveis pelo espancamento do meu marido continuam soltos e eu e meu marido estamos trancados dentro de casa com medo de morrer – diz Juliana Pereira, esposa de Leandro.
Segundo Juliana, Toinho depois que espancou seu marido foi no trabalho dele e disse ao patrão de Leandro o que tinha feito. Os próprios agressores foram quem acionaram a Policia. Leandro foi confundido com assaltante que teria arrombado e roubado o carro de Toinho Bezerra.
O ac24horas tentou falar com o delegado que preside as investigações. Mas desde ontem, aguardamos o retorno de agendamento da entrevista. O agente de Policia Civil de plantão não soube informar se as ameaças à Juliana [esposa do agredido] estão sendo investigadas pela Corregedoria.
O padeiro encontra-se desde o dia 31 de agosto, sem trabalhar, deitado em cima da cama de seu quarto. A família que já foi vitima de assalto está assustada e pede justiça.
Moradores vizinhos de Leandro estão revoltados com a morosidade dada ao caso. Um dos vizinhos que pediu para não ter seu nome revelado questionou porque a Policia Civil não age com a mesa rapidez em todos os casos.
- Por que eles agem tão rápido quando interessa, vão para televisão, dão coletiva e nesse caso, parecem não estar nem aí! Quem eles estão protegendo? – questionou.

Nenhum comentário: