sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Desafio

Para o ano de 2011 o novo governo eleito do estado do Acre tem grandes desafios a ser enfrentado em todo o estado, e em vários setores e seguimentos que requer mudanças cruciais na administração do estado a seu modo de ver a sociedade e as mudanças nas organizações publicas. E quando penso em mudanças falo no tão esperado desenvolvimento que precisamos e esperamos a cada época que passa. E tudo depende muito da forma de como os gestores públicos vêem a sociedade e suas organizações com a finalidade de alcançar uma melhor qualidade de vida acesso a justiça ou pelo menos uma boa distribuição de justiça para todos. O verdadeiro compromisso desses candidatos que elegemos democraticamente a cada quatro anos em nosso estado e de muita importância  para o nosso futuro, como também para o futuro de muitos outros que nascerão e terão um futuro pela frente. Por isso esta sobre a responsabilidade do estado forma o cenário de um futuro com dignidade e melhor para todos. Pois esta  também sobre  a responsabilidade dos parlamentares que elegemos, fiscalizar, orientar, discutir elaborar e aprovar leis que garantam dignidade, respeito, qualidade de vida e segurança dentre muitos outros direitos a sua excelência o cidadão. Quando falo de sua excelência o cidadão, aqui no Acre para este novo ano que se aproxima, o novo governo terá sobre seus ombros uma responsabilidade igual a de outros governos que passaram. Pois vemos que muitos problemas relacionado a dignidade das pessoas não foram ainda solucionados, e muitos desses problemas  quando olhamos para o futuro, vemos que á perspectiva de poucas mudança. Como por exemplo a questão relacionada ao idoso, dependentes químicos, violência contra mulher, saúde, segurança,  sistema penitenciário, e outras questões cruciais relacionada a questões importantes como a questão da moradia, infraestrutura saneamento básico, acesso a justiça, educação, esporte lazer, cultura, meio ambiente, transporte coletivo, dentre muitas outras áreas. Lembrando ainda aqui neste espaço, que o Acre tem um dos índices mais baixo, quanto o assunto e (IDH) Índice Desenvolvimento Humano. E apesar das grandes obras construídas no estado que eles chamam de desenvolvimento, mais que isso tem sua contribuição também para mudanças importantes  no cenário social da cidade, vivemos ainda diante de muita pobreza, a fome e a miséria ainda faz parte do dia a dia do Acriano. E pelo meio das ruas das cidades vemos ainda muitos mendigos, bêbados, e crianças pedindo esmolas ou trabalhando no lugar de estar na escola, são pessoas sem rumo e esperança nenhuma na vida e no poder publico. Vemos  ainda grandes filas nos hospitais e postos de saúde.  Vemos ainda esgotos a céu abertos caindo dentro do rio que banha nossa cidade. Vemos  ainda números assustadores relacionado a violência. Vemos ainda nossos jovens  serem recrutados pelo trafico de droga. Vemos ainda nossos jovens lotarem delegacias e presídios. E temos ainda um nível muito alto de desigualdade social, entre ricos e pobres. Que para 2011 o novo governo assuma a responsabilidade de olhar com mais sensibilidade questões ligadas a dignidade  e a cidadania de cada cidadão acriano, tendo como foco principal o respeito aos Direitos Humanos e a vida incondicional.                     

Nenhum comentário: