quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Péssimas condições de trabalho para policias na colônia Penal.

Policias militares denunciam péssimas condições de trabalho na colonia penal diz o blog A4de Maio


De acordo com os militares, um relatório foi realizado em abril informando a administração e a secretaria de segurança sobre o problema, mas nada foi feito. O comandante da Companhia Penitenciária, major Cleudo, segundo os denunciantes, chegou a conversar por diversas vezes com seus superiores e não obteve qualquer melhoria que sanasse ou dirimisse o problema.
O deputado eleito major Rocha conversou com o diretor geral do Instituto de Administração Penitenciário (IAPEN), Leonardo Carvalho, na manhã desta quinta-feira, dia 28, e recebeu a informação de que os problemas não eram prioridades para sua administração.
“Esse é o retrato dos cuidados que o governo tem para com os militares. Eles sabem do problema formalmente desde abril deste ano e até agora nada fizeram. Os militares já convivem há muito tempo com esses problemas e não suportam mais tanto desprezo pelos poderes públicos”, disse o major Wherles Rocha.
Pela a intensa exposição ao sol, um dos sargentos que realizam a segurança na muralha está com câncer de pele.
“Aqui nós estamos sujeitos ao sol, a chuva e ao frio. Não nos oferecem boas condições de trabalho, mas nos acusam quando algum preso foge. É só olhar em volta de nosso posto e todos perceberão o descaso. Aqui nós estamos sujeitos a emboscadas e até a contrair doenças pelas péssimas condições de nossas instalações”, declarou um sargento que não quis se identificar por medo de perseguição.
Em todas as guaritas não existe uma porta que proteja os militares do mal tempo. Dentro espaço do presídio, um imenso matagal toma do “cenário selvagem” e oferece uma boa oportunidade de esconderijo para presos em fuga.

Nenhum comentário: