sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Em nota o Sindicol adimite tomar negociações com a prefeitura para um novo aumento da passagem de ônibus na capital.



Nota - Sindcol
O Sindcol vem a público manifestar sua preocupação por mais uma vez a população se vê prejudicada com mais um movimento que interrompe o Sistema de Transporte Coletivo da Capital.

Nós do Sindcol temos consciência do papel que prestamos à comunidade que, muitas vezes, não sabe com profundidade as dificuldades que enfrentamos no dia a dia para prestar um serviço de qualidade, comprovada ao longo de muitos anos.

Na última greve dos motoristas de ônibus, tivemos que demitir funcionários, por decisão do Tribunal Regional do Trabalho, que entendeu ter sido aquele movimento completamente ilegal e danoso aos munícipes de Rio Branco.

As empresas filiadas ao Sindcol trabalham dentro da Lei. Exploram uma concessão pública e sempre procuram se adequarem às normais legais. Nos próximos dias esperamos dar início às negociações sobre o preço da nova tarifa com a prefeitura.

Há três anos que o usuário do transporte coletivo da capital paga a mesma tarifa. Achamos que é possível encontrar uma forma para que a mesma continue condizente com o poder aquisitivo da nossa população. Por isso pleiteamos junto ao município a redução da carga tributária (os impostos) que incide fortemente sobre o custo total do Sistema de Transportes Coletivos.

Somos um setor importante no desenvolvimento do Estado do Acre, gerando centenas de empregos diretos. Por Lei, e por zelo do Sindcol, as empresas filiadas têm a obrigação de renovarem as frotas de ônibus, o que têm ocorrido regularmente. No entanto, precisamos adequar o Equilíbrio Econômico Financeiro do sistema, para podermos manter os serviços aos usuários no mesmo nível, promovendo melhorias de qualidade.

O Sindcol acredita que as conversações e as negociações com o prefeito Raimundo Angelim vão chegar a um denominador comum, pois o prefeito sempre demonstrou sua preocupação e alto compromisso com o serviço prestado aos usuários dos transportes coletivos na busca  sempre de uma constante melhora.

Por fim e ciente da sua responsabilidade, o Sindcol assegura à população que continuará pautado pela responsabilidade e o compromisso de continuar prestando sempre o melhor serviço possível nos transportes coletivos.

Diretoria do Sindcol

Ainda sobre esta questão envolvendo o sistema de transporte coletivo da cidade de Rio Branco, o Acre todo sabe da atual realidade que  e o atual sistema de transporte coletivo da cidade de Rio Branco.  A super lotação continua, a demora nas paradas de ônibus continua, o desrespeito aos idosos continua, o desrespeito aos portadores de necessidades especiais continua. Sem falar que nos finais de semana frota de ônibus em vez aumentar eles diminuem, elevando o tempo de esperas nas paradas de ônibus para até uma hora e meia. 

Os atos de protestos organizados por organizações da sociedade civil e justo e pacifico, e a união de toda população por essa causa tem que pressionar mesmo as autoridades a si sensibilizar também com a causa e a vergonha que e hoje andar de ónibus na capital Rio Branco, alem do preço muito caro da passagem para o bolso do trabalhador. O movimento social organizado promete mais protesto e unir mais força ao movimento.  

O governo municipal esta se omitindo a muito tempo em ver a agonia do trabalhador, e dos pais família que necessitam diariamente do direito de ir e vir.

Nenhum comentário: