segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Entidades criam Comitê de Solidariedade para os refugiados do Haiti no Acre

O pedreiro Renaud Pierre, 35 anos, estava caminhando em Porto Príncipe na tarde de 12 de janeiro de 2010 quando a capital haitiana desabou sob o terremoto de 7.0 graus na escala Richter. Domingo passado, 6, pouco mais de um ano depois da tragédia, Pierre atravessou pela turma que formava um círculo no Ginásio de Esportes de Brasileia e pediu a palavra para argumentar em fluente espanhol com os deputados Moisés Diniz, líder do Governo na Aleac e Manoel Moraes, eleito por aquela região, e com o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Henrique Corinto que visitavam o acampamento.   

Materia completa cliqui aqui

Nenhum comentário: