quinta-feira, 24 de março de 2011

Verdade ou mentira ?

Um impasse entre o ministério publico do amazonas e o comando da policia militar do mesmo estado, veio atona de depois que o comandante da policia militar amazonense afirmou em um programa de radio, que não sabia do vídeo divulgado nesta semana semana, em que uma câmera de segurança flagra policiais atirando a queima roupa em um adolescente que não tinha passagem pela policia. 

“É surpresa para mim. Eu desconheço. Esse fato é novíssimo para a Polícia Militar. Eu soube ontem (terça-feira), por telefone, quando a produção da TV A Crítica me ligou”, disse  o comandante  da policia militar coronel, Dan Câmara, na manhã desta quarta-feira (23), em entrevista à  Nova A Crítica FM

O procurador de justiça João Bosco Sá Valente rebateu a afirmação do comando da policia militar.

 “Eu lamento que o comandante da PM tenha vindo a público proclamar uma mentira e também demonstrar toda a sua omissão em relação a esse caso. Há quase um mês eu mesmo encaminhei ao Comando Geral da PM uma requisição no sentido que o comando identificasse os ocupantes da viatura mostrada na reportagem”, rebateu o procurador de Justiça João Bosco em entrevista ao programa Alô Amazonas, da TV A Crítica, na tarde desta quarta.

O ministério publico estadual do amazonas também apresentou uma copia da requisição de dados envida ao comando da policia militar do dia 28 de fevereiro. O documento foi protocolado na corporação dia 10 de março. 
Mais segundo o comandante da PM o MP solicitou apenas a escala de serviço do dia dos fatos. Que só soube que do se tratava horas antes da matéria ir a ar, se defendeu o comandante da policia militar. 

Em reportagem ao jornal da globo o procurador de justiça afirma que já devia ter processado o comandante da policia militar por conivência e omissão sobre o caso já que a PM foi avisada.      

Nenhum comentário: