terça-feira, 12 de julho de 2011

Polícia Federal realiza reprodução simulada do Caso Fabrício

Na manhã de domingo, 10, a Polícia Federal realizou em Rio Branco uma reprodução simulada - popularmente conhecida como reconstituição de crime - da morte do menor Fabrício Souza da Costa, ocorrida em março de 2010.
A simulação teve como base o depoimento de um dos envolvidos, bem como outras provas técnicas decorrentes da investigação que vem sendo feita pela PF há cerca de três meses.
A Divisão de Direitos Humanos da PF designou equipe exclusiva para o caso, que é composta por policiais federais do Acre e de outras unidades federativas, além de agentes e legistas da Polícia Civil do Distrito Federal. Conta ainda com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública.
A reconstituição do crime foi feita às margens do Rio Acre, próximo à ponte de concreto localizada na Rua Marechal Deodoro, e foi acompanhada por representantes da Justiça e do Ministério Público.
Com a finalidade de garantir a segurança de todos e a lisura dos trabalhos, a Superintendência de PF no Acre mobilizou mais de 25 policiais, entre delegado, peritos, agentes e escrivães. Além da participação dos policiais envolvidos diretamente com a investigação, equipes de peritos criminais federais realizaram exames da dinâmica do crime, para posterior produção de laudo pericial.
A PF contou ainda com o importante apoio de aproximadamente 25 policiais militares, seis integrantes do Corpo de Bombeiros, 10 agentes de trânsito, uma equipe do Samu e um representante da Secretaria de Segurança Pública do Estado.
Em razão do sigilo judicial imposto ao caso, mais esclarecimentos serão apresentados no momento oportuno. 



Assessoria PF

Nenhum comentário: