sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Justiça Para o Caso Olizângela


Dedico um pouco deste espaço a Olizângela da Silva Lopes (17) desaparecida desde o dia 23 de Julho quando saiu em companhia do namorado Jaisson Bezerra da Silva, 23 para ir a Expoacre e nunca mais voltou. A Justiça decretou a prisão do namorado que esta como acusado pelo desaparecimento e morte da jovem, que segundo contam os familiares o acusado namorava Olizângela usando um nome falso, e somente depois do ocorrido foi descoberto que mesmo era casado. 

Esta semana lemos em todos os jornais do estado que o corpo da jovem foi encontrado em uma cova rasa dentro de um matagal próximo a um ramal meio afastado da cidade, mais em elevado estado de decomposição, muitos familiares revoltados consternados e tristes acompanharam todo o trabalho do  IML, Instituto Medico Legal de perto inclusive a própria mãe de Olizângela, que fui ao desespero precisando ser amparada por familiares. 

Em conversa com a reportagem da AGAZETA.NET a mãe faz alguns relatos sobre a filha que perdeu. “Ela estava muito feliz por estar arrumando seu quartinho aqui atrás. Considerava um apartamento, e trabalhava só para arrumá-lo”, diz Francisca Rodrigues, sentada à beira da cama dela, enquanto segura entre as mãos uma das roupas que a menina comprou para os dias de festa da Expoacre, mas que jamais usaria.

Olizângela trabalhava numa pequena mercearia do bairro. Todo o dinheiro arrecadado era investido por ela no pequeno quarto. Ali, ela pendurava bichinhos de pelúcia e deitava para relaxar. “Aqui é o meu mundo”, dizia ela,  “Minha filha nunca saiu sozinha para lugar nenhum. Foi a primeira vez que ela fez isso e, infelizmente deu no que deu. Agora Por que? É o que eu me pergunto”, se lamenta.   

Que acima de tudo a justiça seja feita para o caso Olizângela, que o verdadeiro autor de um crime bárbaro como este seja exemplarmente punido como prever nossas leis. O ex-namorado de Olizângela continua preso no presidio estadual Dr. Francisco Oliveira Conde.  

Nenhum comentário: