sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Direitos humanos querem fiscalizar seguranças clandestinos, diz o portal de noticia agazeta.net

O vídeo de dois seguranças agredindo um jovem na semana passada trouxe a tona uma preocupação: A ação ilegal dos seguranças na Capital. Todos se perguntam: Qual o poder dos seguranças que trabalham em festas, lojas e com autoridades? A julgar pelos atos de alguns, parece maior que da policia e Justiça. O movimento de direitos humanos está denunciando que aumentou o número de seguranças e empresas clandestinas prestando esse tipo de serviço. Um documento será enviado a Polícia Federal pedindo uma fiscalização nas empresas, e, descubra quem está prestado o serviço de forma ilegal.
Segundo o coordenador do movimento Juscivam Santos, a Polícia Federal dispõe de apenas três agentes para fiscalizar as empresas e todo o pessoal que trabalha nesse setor. 'Atualmente os seguranças estão representando grandes riscos para as pessoas, principalmente, os que não estão preparados para esse tipo de serviço', completou. Segundo Juscivan, a polícia estadual também fechou o olho para os seguranças clandestinos que fazem o que bem querem.

Adaílson Oliveira: http://migre.me/aeKCU


agazeta.net

Nenhum comentário: