segunda-feira, 27 de outubro de 2014

AÇÃO DA PM VITIMIZOU VARIAS PESSOAS E DEIXOU UMA EM COMA NO SÃO FRANCISCO.


. 







Mais uma vez a Policia Militar do Acre envergonha a sociedade acreana com uma ação desastrosa pelo uso desproporcional da força. E o Ministério Público deveria investigar seriamente o tumulto que ouve na zona eleitoral da escola Berta Vieira no São Francisco envolvendo os policiais da ocorrência. Onde várias pessoas ficaram feridas e outras foram encaminhadas para o pronto socorro da capital, um deles em estado grave dando entrada na UTI do hospital em coma.

O despreparo do BOPE é tanto por parte do seu superior, que o comandante da PM deveria saber que não se usa mais porretes de madeira daquele tamanho, as tonfas são de borracha, e principalmente em uma atividade como a que ocorreu, onde já tinha um grande número de policiais no local estando eles em vantagem superior as vítimas civis envolvidas no tumulto, onde foram gravemente feridas com porretes de madeira sapucaia por homens do BOPE, mostram as imagem e vídeos que circulam nas redes sociais.

Conversei com alguns jornalistas que informaram que o comandante da PM José Anastácio se fazia presente no local, é presenciou tudo, toda truculência, o porrete de sapucaia nas mãos de homens do BOPE subindo e descendo, dilacerando pessoas que não tinha nada a ver com história, inclusive um profissional de imagem que apenas fotografava o ocorrido foi preso. Ele mesmo diz em seu perfil facebook que presenciou policiais agredindo pessoas com chutes, socos no rosto, e intimidação com armas letal em punho.

A gloriosa Polícia Militar que é para servir e proteger, é a que agride, espanca, desce o porrete de sapucaia, deixando uns gravemente ferido e um cidadão em estado grave da UTI. Que na minha humilde opinião, boca de urna nenhuma justifica tanta brutalidade, despreparo e violação dos Direitos Humanos de uma organização estatal paga com nossos impostos altíssimos a cada ano.

O comandante José Anastácio deveria saber que hoje se usa a Tonfa de Borracha, hoje se usa o Gaz, se usa a teiser (arma não letal) agora por último as policias desenvolve a corrente humana técnica desenvolvida no Brasil, para conter tumultos de pequenos aglomerados, ação que resultando nas prisões dos indivíduos um a um, sem causar danos físicos expressivos e visíveis ao preso. Entre outras técnicas desenvolvidas com foco voltado para vitimizar menos ou ninguém a ponto de deixa-lo em coma.

O Estado do Acre através da gloriosa Policia Militar deveria mostrar à sociedade que o recurso à força bruta é o último recurso; e deve sinalizar à sociedade acreana, conflituosa, que o poder coletivo, o poder dos cidadãos institucionalizados na autoridade pública, somente deve ser usado justificadamente, como último mecanismo para resolução dos problemas, dando exemplo de que a violência (principalmente a governamental) não é a primeira opção. Como demonstrado na ação da Policia Militar de domingo no bairro são Francisco que vitimizou várias pessoas uma delas ficando em coma na UTI do hospital Urgência de Rio Branco. Espero que os fatos sejam apurados pelas instituições competentes.


Jocivan Santos
Ativista de Direitos Humanos

Nenhum comentário: