terça-feira, 5 de maio de 2015

Haitiana morre de tuberculose em abrigo

Milourde Rigueur, uma jovem haitiana de 27 anos, morreu domingo no abrigo de imigrantes ainda administrado pelo Governo do Acre. A causa da morte foi tuberculose, de acordo com os representantes do Governo.
A jovem chegou no último dia 24 de abril, assim como parte dos 900 imigrantes que atualmente estão abrigados na periferia de Rio Branco (o local tem condições de comportar apenas 150).
Ela iniciou o processo para retirada de documentos e estava aguardando como os outros imigrantes. No sábado, ela começou a passar mal. Foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento. No domingo, não resistiu e faleceu.
A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos entrou em contato com a embaixada do Haiti. O Governo do Estado quer enterrar a jovem no Acre, mas aguarda resposta da embaixada. O corpo de Milourde Rigueur, por enquanto, está sendo mantido em uma funerária da Capital.
Por parte do Governo do Acre, não foi tomada nenhuma medida protetiva aos imigrantes abrigados até agora, mesmo após de confirmada a morte por tuberculose. Tudo está como antes, com aglomerações de pessoas com o mínimo de higiene e muito calor.

agazeta.net

Nenhum comentário: