sábado, 30 de maio de 2015

Policial teria pego 80 dias de cadeia por não bater continência no Acre

 Laercio Moura SD/PM

Em Tarauacá aconteceu um fato inusitado e absurdo no Quartel da Policia Militar. O Soldado Laercio Moura estava de serviço quando foi surpreendido pelo Sargento Adson Leite lhe dando VOZ DE PRISÃO. o sargento alegou que passou e o soldado não prestou continência, e de forma agressiva e abusiva lhe deu voz de prisão para o Soldado da Policia militar. O Policial estar preso em fragrante no Quartel da Policia Militar e pode pegar até 80 dias de cadeia. O soldado é estudante da UFAM -Universidade Federal do Amazonas e foi fazer uma prova escoltado pela policia.


O Policial é conhecido um dos melhores na corporação por desempenhar um trabalho excelente junto a sociedade e por participar de diversas operações no combate ao tráfico de entorpecentes e capturas de delinquentes.


Na instituição que deve ter por lema salvar vidas, agora tem como máxima perseguir e oprimir integrantes da instituição de graduação subalterna, a exemplo de soldados.

O pior de tudo e que causa perplexidade, é que o chefe maior da corporação Major Ruiz se omite e permite que tenentes, e alguns Sargentos causem um verdadeiro terror, assédio moral e horror à tropa, composta de homens que mesmo de graduação qualificada como praças, são cidadãos, pais, membros de uma comunidade onde são queridos e respeitados, mas para a corporação, são seres inferiores, proibidos de abrirem a boca, de se expressarem, sob pena de prisão, de autuação em flagrante, de punição disciplinar.

Nenhum comentário: