quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Carta denúncia acusa major do 7º Batalhão da PM de Tarauacá de corrupção e abuso de autoridade



Um texto que se espalha nas redes sociais e chegou à redação do portal de noticias ContilNet informa que policiais militares do 7º Batalhão do município de Tarauacá estão pedindo a intervenção do comando geral da corporação para que o comandante local, Major Ruiz, seja afastado de suas funções.

Segundo informações do documento, os policiais militares estariam sofrendo com problemas psicológicos, alcoolismo, dificuldades financeiras e ainda seriam alvos de diversos processos judiciais.

De acordo com a carta os policiais reclamam que o comandante pensa somente em dar trabalho e punição aos subordinados, e alegam ainda que são obrigados a carregar armários e outros objetos, tarefas essas que fogem das atribuições de um policial militar de acordo com os denunciantes

Em um dos trechos do documento, é alertado que o comandante vem usurpando o serviço do soldado quando é contemplado com 11 bancos de horas, mesmo ganhando gratificação ‘gorda’. E que além disso, o major estaria trabalhando de forma particular, tomando conta de um terreno que teria como suposto dono o apresentador do SBT, Ratinho. 

A carta diz ainda que uma viatura da Polícia Militar estaria sendo utilizada para deixar a mulher do oficial no trabalho e os filhos na aula. Além de manter sob seus cuidados uma motocicleta que teria sido cautelada para uso exclusivo do serviço de inteligência do município.

No intuito de resguardar as informações repassadas no documento, o autor anônimo afirma que para que se comprovem algumas das denúncias, bastaria que pegassem as gravações das câmeras de segurança da escola Alcilene Calixto das 13h as 17h.

O trecho final da denúncia diz que ficou determinado pelo comandante que abordagens poderiam ser feitas a todos os veículos, menos aos da prefeitura, que de acordo com o denunciante encontram-se irregulares, porém os oficiais estariam sendo obrigados a fazer ‘vista grossa’ já que o prefeito teria empregado a esposa do major.

Como se não bastasse, o documento ainda afirma que ‘gatos’ de energia elétrica foram instalados na residência do major, e que para que se comprove tal fato, basta que alguém vá até o local e faça uma simples leitura do contador.

Nenhum comentário: